PC Xpress
Tecno Br

Notícias na Santa Ifigênia

Listando: 1 à 5 de 853
Estudo apresenta as principais inovações do varejo no mundo

Realizado pela Retail Inside e Affinion, pesquisa aponta as tendências para o varejo e destaca cases de empresas que inovaram ao adotar tecnologias emergentes

Tecnologias emergentes, como a inteligência artificial, análise de big data e a robótica, têm impactado uma série de indústrias. E uma das verticais que têm se beneficiado com certas inovações contemporâneas é o setor do varejo. Elas têm

melhorado não só a experiência do consumidor, como também estão ajudando varejistas a rodarem operações mais eficientes.

Em sua quarta edição, o estudo Digital Innovations Report visa destacar as inovações mais importantes para o varejo e aponta as tendências globais do setor. Feita pelo portal Retail Insider, em colaboração com a Affinion, especializada

em soluções de retenção e engajamento de consumidores, a pesquisa foi liderada por Glynn Davis, fundador da Retail Insider, e Guy Chiswick, Managing Director da Webloyalty, empresa da Affinion Group. Segundo seus organizadores, o estudo

contou com metodologia robusta e comitê de análise formado por especialistas da vertical.

Entre os rankings apresentados no Digital Innovations Report está o "Top 10 International Innovations", que reúne exemplos de companhias que empregam novas tecnologias para engajamento do consumidor.

Na lista abaixo, conheça as iniciativas que se destacaram neste ano. Para o estudo completo, acesse o link.

1 - Macys Go! e Hointer

A loja de departamento dos Estados Unidos, Macys, trabalhou com a Hointer, loja de Seattle especializada em moda, para renovar os provadores de uma de suas lojas na Califórnia. O cliente pode buscar os produtos no aplicativo da Macys, em

seu celular, ou em um tablet disponibilizado pela empresa, escolher o tamanho, e o item será enviado diretamente para o provador. O aplicativo ainda oferece dicas de assessórios que combinem com cada produto selecionado.

2 - Operator e UberRUSH

A Uber e o assistente de compras Operator trabalharam juntos para que os clientes comprem mercadorias por meio de chat com especialistas. Eles compram o produto, em nome do consumidor, e será entregue em até uma hora, por UberRUSH. O

serviço funciona, inicialmente, na Califórnia.

3 - Volumental e Nordstrom

A loja de departamentos dos Estados Unidos Nordstorm se tornou a primeira no varejo a utilizar a solução da Volumental para o tamanho dos pés. Utilizando o Retail Sensor Platform da Intel, a solução tira um scan volumétrico de cada pé do

cliente para capturar com exatidão o formato e indicar o calçado perfeito para cada consumidor.

4 - Kroger app

A rede de supermercados norte-americana Kroger teve uma série de atualizações significativas em seu aplicativo, buscando melhorar a experiência de seus clientes. O app salva automaticamente qualquer lista de compras feita pelo usuário,

além de oferecer uma experiência melhor nas lojas, ao mostrar a localização exata de cada produto nos corredores e reorganizar a lista, a cada nova inclusão de itens, para que os clientes façam as compras da forma mais rápida e

eficiente.

5 - ThirdLove e Bloomingdales

Para ajudar as mulheres que não encontram um sutiã satisfatório, a ThirdLove desenvolveu um software que mede a forma de cada corpo ao analisar duas selfies – uma frontal e uma lateral – tiradas com top ajustado ao corpo. A empresa fez

uma parceria com a Bloomingdales, que permite às consumidoras provarem o modelo na loja.

6 - Relay Robot

Desenvolvido no Vale do Silício pela Savioke, o Relay Robot vem sendo utilizado em redes de hotéis, como a Starwood Hotels & Resorts Aloft e a InterContinental Hotels, para serviço de quarto. Ele cria um mapa do hotel, por GPS, e utiliza

seus sensores para evitar colisões e fazer entregas nos quartos. A próxima geração incluirá reconhecimento de voz, para responder dúvidas dos hóspedes.

7 - Sonae e WiiGo

Testado nas lojas Sonae, em Portugal, o carrinho de compras da WiiGo usa sensores de movimento para seguir os consumidores pela loja. Inicialmente desenvolvido para clientes com mobilidade reduzida, o WiiGo pode ser útil para todos os

consumidores que buscam melhorar sua experiência de compras.

8 - Ainz&Tulpe

A loja de Tóquio da Ainz&Tulpe, empresa japonesa de cosméticos, instalou telas interativas em suas vitrines para encorajar os turistas que não falam japonês a entrar na loja para consultoria de beleza. As vitrines digitais mostram

mulheres com diferentes looks e, ao tocar no seu preferido, a cliente recebe um cupom para uma sessão de maquiagem. A iniciativa representou alta de 40% no número de turistas na loja e de 10% nas vendas, por dia.

9 - Kaufland e FindBox

A FindBox é uma solução para clientes que buscam trocar itens antigos por similares, utilizado nas lojas da Kaufland, na Alemanha. O cliente coloca o item na FindBox, que usa um sistema multi-câmera para criar uma imagem 3D. Uma vez que

o item é identificado pela FindBox, o consumidor é direcionado para o item similar na loja.

10 - NYX e Olapic

A marca de maquiagens norte-americana NYX utiliza selfies de mídias sociais, que os clientes enviam para a comunidade da empresa, para mostrar às consumidoras seus produtos em pessoas normais, não modelos. Essas fotos são incluídas em

vídeos em telas maiores da loja, ou em telas pequenas, posicionadas perto dos produtos. Os clientes podem usar o código do produto, para ver como ele realmente fica nas pessoas. Todas as imagens são analisadas pelo algoritmo da Olapic,

que identifica as mais adequadas para anúncio, antes de irem para as lojas.



(Fonte: @idgnow Da Redação) - 14/8/2017
Novos laptops 2 em 1 corporativos da Dell custam a partir de R$8 mil

Já disponíveis na loja on-line da fabricante no país, aparelhos da linha Latitude podem custar até R$11 mil, dependendo das configurações.

A Dell renovou recentemente no Brasil o seu portfólio de notebooks 2 em 1 para empresas com o lançamento de equipamentos nas linhas Latitude 5000 e 7000.



Entre as novidades, está o Latitude 7285, que combina recursos de segurança e um teclado destacável com as funcionalidades e interatividade de um tablet, além de uma tela de altíssima resolução (QHD). Outro destaque é o modelo Latitude

12 5000, que entrega alta versatilidade a partir de um sistema de rotação da tela em 360º.

Além do formato que combina notebook e tablet, as novidades da Dell incluem recursos de segurança como autenticação multifator, criptografia e proteção contra malware. Além disso, as tecnologias de gerenciamento e manutenção embarcadas

nos equipamentos permitem uma integração simplificada em qualquer ambiente de rede corporativa, segundo a empresa.

Latitude 7285

Com tela de 12,3 polegadas com resolução WQHD+ (2880 x 1920), o Latitude 7285 (foto acima) inclui a 7ª geração de processadores Intel Core e conta, ainda, com versões com a tecnologia Intel vPro — capaz de permitir o gerenciamento remoto

do parque de equipamentos.

Além de um teclado destacável, a Dell ainda oferece como opcional um teclado adicional (Productivity Keyboard). O equipamento tem uma bateria extra capaz de impulsionar o dispositivo até 12h03 de trabalho contínuo a partir de uma única

carga. Complementam as configurações do notebook até 8GB de memória RAM e armazenamentos em SSD de até 512 GB.

Latitude 5000

Com um sistema de rotação da tela de 12 polegadas em 360º, o Latitude 12 5000 (foto abaixo) tem bateria capaz de manter o equipamento em operação contínua por até 17 horas, segundo a fabricante. O notebook 2 em 1 foi desenvolvido para

operar nos modos notebooks, tablet, tenda e apresentação, contando com configurações como processadores de 7ª geração Intel Core (vPro opcional), até 256GB de espaço para armazenamento de dados em SSD e memória de 8GB.

Disponibilidade

Os notebooks 2 em 1 Latitude 7285 já podem ser adquiridos no site da Dell no Brasil (www.dell.com.br), com preço inicial de 10.998 reais, enquanto que os modelos Latitude 12 5000

custam a partir de 8.096 reais.


(Fonte: Da Redação) - 14/8/2017
Chrome e Windows são os mais usados em compras online no Brasil

Navegador do Google tem participação de 81,97% no Brasil, enquanto o sistema operacional da Microsoft é usado por mais de 96% dos consumidores no país

Um estudo recente divulgado pelo site agregador de produtos de moda, beleza e estilo de vida UmSóLugar, com o intuito de analisar os sistemas operacionais e navegadores de internet mais utilizados na Europa na comparação com o Brasil, apontou o Chrome como o browser número 1 para o primeiro passo na trajetória da compra online, em ambos os mercados. Para se ter uma ideia, o poder do navegador do Google se reflete na participação de 53,31% do mercado europeu, contra incríveis 81,97% no Brasil. Enquanto o Internet Explorer, líder mundial, assume definitivamente a terceira posição no pódio, com a ascensão surpreendente do Firefox, dominando 23,53% dos navegadores na Europa, e 12% no Brasil.

No que diz respeito ao sistema operacional mais utilizado em desktops, o estudo aponta que tanto o mercado brasileiro quanto o europeu ainda são dominados pelo Windows, da Microsoft. Seu maior rival, o Mac OS, da Apple, pode até possuir a segunda maior fatia nos dois mercados, mas ainda não coloca em risco a soberania do Windows, com 96,42% de presença no Brasil e 85,8% na Europa. Como mostra o infográfico abaixo, os sistemas Linux e Chrome OS possuem ainda menos representatividade, no que diz respeito à sua utilização para compras online.

Android, domínio em tablets e smartphones

Quando o assunto muda para sistemas operacionais utilizados em dispositivos móveis, porém, fica patente a desvantagem do Windows ante o Android e iOS. Para se ter uma ideia, 79,56% das compras online efetuadas no Brasil foram realizadas por meio do Android, bem como 57% das aquisições no mercado europeu. O iOS, por sua vez, tem maior presença fora do país, representando 42,23% da fatia na Europa, contra 19,24% no Brasil. Somados, Windows e Linux não obtiveram 2% em cada mercado.

Para o estudo, foram analisados dados internos das plataformas de comércio eletrônico UmSóLugar, ShopAlike e LadenZeile em 14 países: Áustria, Brasil, República Tcheca, Alemanha, Dinamarca, Espanha, Finlândia, França, Hungria, Itália, Holanda, Polônia, Suécia e Eslováquia. As informações foram retiradas de um total de 79.733.529 sessões de usuários de canais orgânicos, entre maio de 2016 e maio de 2017. Todos os números são o reflexo de uma base de dados própria, no que diz respeito aos acessos realizados por e-consumidores europeus e brasileiros das três plataformas.

O UmSóLugar está sediado em Berlim, Alemanha, é gerido pela empresa Visual Meta GmbH, que também administra as plataformas ShopAlike e LadenZeile — com presença mundial em 14 países — e integra, ainda, o grupo internacional de mídia Axel Springer.


(Fonte: Da Redação) - 7/8/2017
Microsoft confirma aplicativo do Spotify para o seu console Xbox One

Usuários do Reddit descobriram presença do aguardado app em novo vídeo publicado no final de semana pela empresa de Redmond.

A Microsoft confirmou no final de semana a existência do aguardado aplicativo do Spotify para seu console Xbox One. Os rivais PS3 e PS4, da Sony, já possuem a solução há anos.

O mais recente vídeo “This Week on Xbox”, do Major Nelson, mostra (muito rapidamente) o app do Spotify rodando em segundo plano no videogame.

Com isso, a empresa de Redmond não apenas confirmou a existência do aplicativo, mas também que o serviço de streaming de música funcionará normalmente enquanto você joga um game no Xbox One, por exemplo.

A descoberta do trecho curto, de cerca de um segundo, do app do Spotify no vídeo da Microsoft foi feita por usuários do fórum on-line Reddit.

Vale lembrar que o Spotify foi lançado recentemente na Windows Store em uma versão exclusiva para PCs desktop com o Windows 10.


(Fonte: Da Redação) - 7/8/2017
Vendas de smartphones devem crescer 5% neste ano pelo mundo

No geral, as remessas mundiais de PCs, tablets e smartphones deverão ter ligeiro declínio de 0,3% em relação a 2016, segundo a Gartner.

As remessas mundiais de PCs, tablets e smartphones deverão exceder 2,3 bilhões de unidades neste ano, um declínio de 0,3% em relação a 2016, de acordo com projeção do Gartner. O instituto de pesquisas avalia, no entanto, que o mercado

deve voltar a crescer em 2018, com um aumento de 1,6% nas remessas.

"No geral, o crescimento de remessas do mercado de dispositivos está estável pela primeira vez em muitos anos", afirma Ranjit Atwal, diretor de pesquisas do Gartner. "As remessas de PCs são ligeiramente mais baixas, enquanto as de

smartphones estão um pouco maiores, levando a uma reconsideração da leve queda nas vendas da previsão anterior."

As remessas de PCs estão em ritmo de queda de 3% neste ano, mas a taxa de declínio é menor do que nos últimos anos, atenuada pela renovação dos estoques dos canais de vendas de máquinas como o sistema operacional Windows 10. Os preços de

componentes como memória DRAM e discos rígidos SSD continuam a aumentar, criando turbulência para o mercado global de computadores e — em menor escala — para o de smartphones. O impacto do preço dos componentes de PCs será reduzido para

os compradores, já que os fabricantes absorvem parte do custo em suas margens, com receio de possível redução de sua participação em um mercado competitivo.

“Os consumidores de computadores continuam a priorizar a qualidade e a funcionalidade em vez do preço”, diz Atwal. “Muitas organizações estão chegando ao final de seus períodos de avaliação para o Windows 10 e agora estão aumentando a

velocidade com que adquirem novos PCs, já que é possível ver benefícios claros de uma melhor segurança e um hardware mais novo.”

Remessas de smartphones crescem

As remessas globais de smartphones crescerão 5% neste ano, atingindo aproximadamente 1,6 bilhão de unidades. Os gastos dos usuários finais continuam a mudar de celulares utilitários de baixo custo para smartphones "básicos" e "premium"

com preços mais elevados. O mercado de smartphones agora é mais dependente de novos dispositivos que oferecem algo diferente, uma vez que os usuários estão ampliando seus ciclos de compras e precisam ser atraídos para a substituição.

“O Samsung S8 e o S8 Plus tiveram um forte impacto até o momento, com usuários afetados por problemas de bateria do Note 7 no final de 2016. Esse bom começo aponta para uma recuperação da Samsung”, comenta Roberta Cozza, diretora de

pesquisas do Gartner. “O crescimento contínuo de smartphones premium neste ano será altamente dependente da edição de aniversário do iPhone da Apple, que deve trazer atualizações de design e de funções mais profundas do que as últimas

versões. Os anúncios recentes da Apple indicam que algumas novas tecnologias e funcionalidades também podem aparecer no próximo lançamento do iPhone em áreas como realidade aumentada e aprimoramento do aprendizado de máquina.”

O mercado de smartphones “básicos” deverá registrar 686 milhões de remessas neste ano, um aumento de 6,8% em relação a 2016. “Os consumidores já aceitam maior valor agregado pela alta capacidade dos aparelhos básicos em comparação com os

dispositivos utilitários de baixo custo. Portanto, os preços médios de venda dos smartphones de faixas média e alta continuam a crescer”, ressalta Roberta. “Os fornecedores chineses estão atualmente impulsionando smartphones básicos com

sensação e recursos premium. Assim, o mercado continuará a fortalecer a mudança de telefones utilitários de baixo custo para smartphones básicos.”

Novas tecnologias: demanda fraca

A base total instalada para esses dispositivos é atualmente de cerca de 7 bilhões de unidades, portanto, os fornecedores estão constantemente procurando maneiras de adicionar novos recursos que possam oferecer aos seus produtos uma

vantagem no mercado. Muitas tecnologias novas, como inteligência artificial (IA) e assistentes pessoais virtuais (VPAs, na sigla em inglês), crescerão em adoção durante o período da previsão, mas é difícil ver qualquer impacto

revolucionário nas versões iniciais.

"Hoje, a experiência do usuário com novas tecnologias como IA e VPAs é frequentemente abaixo do que é encontrado no restante dos dispositivos e o custo para aumentar rapidamente o padrão é proibitivo em relação aos benefícios", diz

Atwal. "No curto prazo, o mercado de dispositivos continuará a ser impulsionado por avanços incrementais na tecnologia tradicional. Mas, em três ou quatro anos, esse mercado começará a ver mudanças significativas nos padrões de uso e

formato, especialmente quando a tecnologia sem fio 5G for introduzida."


(Fonte: Da Redação) - 31/7/2017
Listando: 5 de 853

Anuncie

Sobre o Portal da Santa Ifigênia

O Portal da Santa Ifigênia foi lançado em 01 de janeiro de 2002, tendo como objetivo principal a divulgação de empresas e produtos comercializados na região da rua Santa Ifigênia no centro da cidade de São Paulo, focando-se principalmente em produtos voltados para a área de eletro-eletrônicos.